News

Home :: News

Empresas da região de Santarém com novas sessões de estratégia e financiamento

Penúltima fase do projeto Finance for Growth, que visa construir pontes entre o investimento e o financiamento, os Finance Meetings for Growth, vão decorrer nos dias 3 e 4 de dezembro, em Santarém, no Santarém Hotel, a partir das 10 horas. As inscrições estão abertas e são gratuitas.

Depois de três atividades coletivas desenvolvidas entre fevereiro e setembro, em que cerca de 500 micro e pequenas e médias empresas portuguesas foram impactadas pelo programa de consultoria nas áreas de Inovação, Estratégia e Financiamento, o Finance for Growth promove agora os Finance Meetings, reuniões coletivas de cooperação sobre Estratégia e Internacionalização, Inovação em Modelos de Negócio e Opções de Financiamento, com espaço para Networking entre empresas e entidades financeiras.

Durante dois dias, as empresas têm a oportunidade de ouvir especialistas nacionais e internacionais e juntar-se à mesa redonda que mais lhes interessar (Business Plan, Estratégia ou Financiamento) para obter consultoria da Universidade Católica Portuguesa e de representantes do ecossistema financeiro português.

Um dos objetivos destes Meetings é informar as empresas para que diversifiquem as suas fontes de financiamento (em função do seu plano e modelo de negócio, ou seja, em função do estádio de maturação do negócio e dos planos da empresa para o curto, médio e longo prazo). Para além disso, visam apoiar a capitalização das empresas portuguesas, com vista à promoção de estruturas financeiras mais equilibradas, bem como aumentar a sua competitividade, inovação e internacionalização, designadamente através do incremento das competências empresariais ao nível da informação e gestão estratégicas, permitindo-lhes o acesso a informação muito relevante. Fomentar o networking com outras empresas, com especialistas, com opinion makers e com representantes das entidades do sistema financeiro português é outro objetivo a atingir com os Meetings do projeto Finance for Growth, uma iniciativa da Associação Empresarial de Portugal (AEP) e da Associação Industrial Portuguesa (AIP) com o apoio da Caixa Geral de Depósitos, da Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD) e da Euronext, no âmbito do Programa Capitalizar.

À semelhança das atividades anteriores, e de acordo com o âmbito geral do projeto, também os Finance Meetings for Growth decorrem nas cinco localizações pré-definidas: Porto/Leça da Palmeira, Santarém, Aveiro, Leiria e Vila Nova de Famalicão. Cada empresa poderá inscrever-se aqui de acordo com a sua disponibilidade.

Lançado em 2018, o projeto Finance for Growth é promovido pela Associação Empresarial de Portugal (AEP) e pela Associação Industrial Portuguesa (AIP) com o apoio da Caixa Geral de Depósitos, da Instituição Financeira de Desenvolvimento (IFD) e da Euronext no âmbito do Programa Capitalizar.

Fonte: Mais Ribatejo

Um projeto desenvolvido nos últimos três anos com insetos, para produção de adubos a partir de subprodutos vegetais e de farinha para alimentação animal, prevê um investimento de 15 milhões de euros no distrito de Santarém, disse um dos promotores.

Daniel Murta, da EntoGreen, empresa de Santarém que desenvolveu o EntoValor juntamente com investigadores da Estação Zootécnica Nacional (EZN), polo de Santarém do Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária (INIAV), um entreposto agrícola e produtores de rações animais, disse esta quinta-feira à Lusa que o investimento, que prevê a criação de 55 postos de trabalho, será anunciado na sexta-feira, numa sessão que visa divulgar os resultados do projeto.

A unidade fabril, em fase “avançada” de negociações com um grupo empresarial português e a instalar no distrito de Santarém, permitirá dar escala a uma produção que, no âmbito da investigação, foi realizada em protótipos, com “resultados muito interessantes”, tanto no uso do fertilizante orgânico obtido pela ação dos insetos, como na transformação destes em farinha para alimentação de aves.

Os resultados que serão apresentados na sexta-feira na EZN, em Santarém, mostram que a utilização deste fertilizante orgânico se traduziu num aumento de 16% na produção de batata e, se no tomate para a indústria a quantidade se manteve, a qualidade foi “substancialmente melhor”, disse.

Já a farinha de insetos, que permitiu substituir na totalidade a farinha de soja (importada) na alimentação de galinhas poedeiras, não alterou a qualidade dos ovos produzidos, demonstrando que “é possível produzir animais de forma mais sustentável”.

A unidade que deverá resultar do projeto, a desenvolver a partir do próximo ano e com previsão de entrada em laboração no final de 2021, “será uma das cinco primeiras a nível mundial” e estará “na ponta da tecnologia”, declarou.

A perspetiva é que venha a ter capacidade para produzir anualmente 2.500 toneladas de proteína de inseto e 500 toneladas de óleo de inseto, gerando 9.000 toneladas de fertilizante orgânico através da conversão de cerca de 36.000 toneladas de subprodutos, recirculando todos os seus nutrientes, adiantou o empresário.

Os resultados preliminares deste projeto “foram bastante animadores”, pois “demonstraram que é possível substituir totalmente a soja por farinha de insetos e produzir de forma eficiente os animais”, bem como mostraram que os fertilizantes gerados “são úteis no solo”, quer na produção de milho, quer na de batata ou de tomate, estando a ser testados laboratorialmente em alfaces.

O EntoValor, orçado em 750 mil euros, contou com apoios comunitários do Portugal 2020, inserindo-se no âmbito da economia circular, uma vez que permite aproveitar os desperdícios vegetais, calculados em cerca de 30%, produzindo fertilizantes naturais, com benefícios para as plantas e o solo (nomeadamente com maior eficácia na retenção de água, fator crítico em situação de seca), afirmou.

Por outro lado, os insetos – neste caso a larva da mosca soldado negra – dão origem a “duas fontes nutricionais alternativas: a proteína de inseto e o óleo de inseto, altamente valorizadas, comparadas com farinha de peixe e que começam a ser bastante apetecíveis, por exemplo na indústria de produção de aquacultura”, acrescentou.

Com a construção da unidade, o uso da farinha de insetos, testada nesta fase em aves, será alargada a porcos e peixes, disse Daniel Murta, frisando a diminuição da dependência de mercados internacionais e a perspetiva que se abre à exportação.

O empresário sublinhou o apoio do INIAV, onde as empresas puderam contar com a vertente de investigação e desenvolvimento e a possibilidade de submissão de candidaturas a fundos comunitários.

Além do INIAV, são parceiros do projeto a AgroMais Plus, a Rações Zêzere e a Consulai.

Ao longo dos 40 meses do projeto, foram desenvolvidas quatro teses de mestrado, vários artigos técnicos e científicos, feitas mais de 50 apresentações em simpósios e congressos e editado um livro em colaboração com a Direção Geral de Agricultura e Veterinária.

Fonte: Executive Digest

A Câmara Municipal de Santarém aprovou esta segunda-feira, 18 de novembro, em reunião do executivo, a aplicação das taxas de derrama para 2020, fixando-as em 1,3% para todas as empresas independentemente do volume de negócios.

De acordo com a Lei das Finanças Locais (Lei nº 51/2018) os municípios podem deliberar lançar uma derrama até ao limite máximo de 1,5% sobre o lucro tributável sujeito e não isento de imposto sobre o rendimento das pessoas coletivas (IRC). Neste sentido, a Câmara de Santarém decidiu diminuir para 1,3%, face à taxa praticada em 2019 (1,5%), este imposto para empresas com volume de negócios superior a 150.000€ e manter 1,3% para empresas com volume de negócios inferior ou igual a 150.000€.

Leia toda a notícia « Aqui »

Sessão de Divulgação SI2E

segunda, 15 maio 2017 14:55

Sessão de Divulgação SI2E

A Autoridade de Gestão do Programa Operacional Regional Alentejo 2020, em colaboração com as
Comunidades Intermunicipais (CIM) e Grupos de Ação Local (GAL), está a promover, durante o mês de maio
sessões de divulgação do Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego (SI2E), abrangendo
todo o território NUT II.
Os avisos de abertura de candidaturas ao SI2E já foram abertos e estão divulgados no site do Alentejo 2020.
No próximo dia 22 de maio, pelas 10.00h, no Convento de S. Francisco, em Santarém, decorrerá uma sessão
de divulgação deste importante sistema de incentivos, para a qual convidamos V.Ex.ª, e que será aberta ao
público.

«Programa»

SEMINÁRIO: Projetos Financiados para Empresas

Sessão de Apresentação:

30 de Março de 2017

17:00h

Inscrição Gratuita

A NERSANT vai realizar um conjunto de iniciativas de apoio e informação às empresas e empreendedores, relativamente a alguns mecanismos de financiamento, nomeadamente:

•SI2E - Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego
Que visa apoiar a Criação de micro e pequenas empresas ou expansão ou modernização de micro e pequenas empresas cridas há menos de 5 anos bem como a expansão ou modernização de micro e pequenas empresas criadas há mais de 5 anos. Apoio a fundo perdido até 60%;

•PPEC Ribatejo
Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, com base na instalação de equipamento com um nível de eficiência superior para o aquecimento de águas através de bombas de calor e para a instalação de sistemas de iluminação eficiente, nomeadamente, novas lâmpadas de alto rendimento. Este projeto é financiado a 80%;

•MOVE - Formação Ação
Tem como objectivo intensificar a formação de empresários e gestores para a reorganização e melhoria das capacidades de gestão e Proporcionar formação aos trabalhadores devidamente enquadrada na estratégia e necessidades da empresa. Projeto financiado a 90%;

•Melhor Turismo Formação Ação
Tem como objectivo aumentar a capacidade de gestão das empresas participantes do sector do turismo, bem como promover a reorganização, a inovação e a mudança e a qualificação dos seus recursos humanos em domínios relevantes. Projeto financiado a 90%.

Nesse sentido, a NERSANT e o MUNICÍPIO convidam-no para a participar num seminário formativo, com inscrições gratuitas.

[+] Informação

»» Inscrições

Sistema de Incentivos ao Empreendedorismo e ao Emprego | SI2E

O Sistema de Incentivos visa apoiar de forma simplificada pequenos investimentos empresariais de base local e complementar os atuais incentivos às empresas do domínio da competitividade.

A NERSANT vai realizar um conjunto de sessões de esclarecimento por toda a região, devendo a calendarização das mesmas ser disponibilizada em breve.

Tipologias:

São passíveis de financiamento do SI2E as seguintes tipologias de operações:

• Criação de micro e pequenas empresas ou expansão ou modernização de micro e pequenas empresas criadas há menos de cinco anos;

• Expansão ou modernização de micro e pequenas empresas criadas há mais de cinco anos.

Apoia:

• Micro e pequenas empresas, inseridas em todas as atividades económicas (com exceção das que integrem o setor da pesca e da aquicultura; o setor da produção agrícola primária e florestas; o setor da transformação e comercialização de produtos agrícolas; atividades financeiras e de seguros; lotarias e outros jogos de aposta);

• Investimentos até 235.000 € (100.000 € nos DLBC);

• Criação líquida de postos de trabalho;

• Investimentos em máquinas e equipamentos, informática, marcas, planos de marketing e pequenas obras de remodelação.

Apoios:

• Subsídio entre 30% e 50% do investimento (60% para territórios baixa densidade);

• Apoio por posto de trabalho criado: até 15 meses (ou 18 meses para territórios baixa densidade) - limite por mês: 1 IAS.

Dotação orçamental:

• Total nacional: 320 milhões de euros

• Médio Tejo: 8 milhões de euros

• Lezíria do Tejo: 11 milhões de euros

Candidaturas:

• Avisos abertos a partir de 14 de abril

Portaria 105/2017 de 10 março

[+] Informação

capitalizar 03 1

Programa Capitalizar Disponibiliza 1.600M€ para financimentos


Linha de Crédito Capitalizar: €1.600 milhões para Micro e Pequenas Empresas, Fundo de Maneio, Tesouraria e Investimento

No âmbito do Programa Capitalizar, irão ser lançados um conjunto de instrumentos financeiros dirigidos maioritariamente a PMEs, que visam apoiar investimentos de longo prazo, criar condições mais vantajosas de financiamento para Micro e Pequenas Empresas, alavancar a oferta de soluções de financiamento para investimentos em projetos com fundos comunitários, ampliar a oferta de operações de Fundo de Maneio, e ainda, alargar o acesso a plafonds de crédito a todas as empresas.

Linha “Micro e Pequenas Empresas”

Objetivo: potenciar o acesso a financiamento para investimentos em ativos e reforço de capitais para Micro e Pequenas Empresas

Dotação: 400 milhões de euros

Linha “Fundo de Maneio”

Objetivo: financiar necessidades de fundo de maneio das empresas com financiamentos de médio prazo, em alternativa ao crédito de curto prazo e assim contribuir para uma maior estabilidade dos recursos financeiros ao seu dispor.

Dotação: 700 milhões de euros

Linha “Plafond de Tesouraria”

Objetivo: alargar a oferta de crédito em sistema de revolving, conferindo uma maior flexibilidade à gestão corrente de tesouraria.

Dotação: 100 milhões de euros

Linha “Investimento Geral”

Objetivo: financiar investimentos em ativos com elevado prazo de recuperação

Dotação: 100 milhões de euros

Linha “Investimento Projetos 2020”

Objetivo: alargar a oferta de crédito bancário para financiamento de projetos aprovados no âmbito do Portugal 2020, com enfoque em despesas elegíveis e outros segmentos de mercado em que a Linha de Crédito e Garantias IFD 2016 – 2020 possa vir a revelar-se insuficiente.

Dotação: 300 milhões de euros

(*) Cumulativamente na Dotação “Projetos 2020” o montante máximo por projeto não poderá exceder o valor correspondente a 75% do investimento elegível deduzido do incentivo aprovado e contratado no âmbito do programa Portugal 2020.

[+] Informação

AO20BAIXO20120CMYK

"PPEC RIBATEJO - Promover a Eficiência no Consumo Energético das empresas do Ribatejo"

A NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, encontra-se a dinamizar e a divulgar junto das empresas da região, um projeto financiado a 80% a fundo perdido, que tem como objetivo promover a Eficiência Energética nas empresas do Ribatejo.

O projeto, submetido pela NERSANT no âmbito do PPEC - Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica, criado pela ERSE - Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos com o objetivo de promover a implementação de medidas que visem a adoção de hábitos de consumo e de equipamentos mais eficientes por parte dos consumidores de energia elétrica.

[+] Informação

FERSANT 2017
A NERSANT lança mais uma edição da FERSANT, Feira Empresarial da Região de Santarém, no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), situado na capital do distrito, de 10 a 18 de junho, em paralelo com a Feira Nacional da Agricultura.
A NERSANT aposta na realização da XXVIII edição deste certame, que visa promover o tecido empresarial e a capacidade económica da região, tendo por base o sucesso das edições anteriores, onde estiveram mais de 200 mil visitantes provenientes de todo o país.
Reforçar o estatuto alcançado e disponibilizar condições extremamente favoráveis às empresas, será mais uma vez o principal objetivo, pelo que a Direção da NERSANT decidiu manter a oferta das condições vantajosas aos seus associados (desconto de 10%), para que possam garantir a sua presença na FERSANT.
A 3 meses de realização da FERSANT - Feira Empresarial da Região de Santarém, a NERSANT conta já com grande parte do espaço para a promoção das empresas preenchido. Até ao momento, o concelho de Santarém é o que mais empresas expositoras tem inscritas.

A FERSANT - Feira Empresarial da Região de Santarém, realiza-se anualmente em junho no Centro Nacional de Exposições e Mercados Agrícolas (CNEMA), situado em Santarém, capital do distrito, e em paralelo com a Feira Nacional da Agricultura. Este certame organizado pela NERSANT - Associação Empresarial da Região de Santarém, visa promover o tecido empresarial e a capacidade económica do Ribatejo e tem crescido de ano para ano, com cada vez mais empresas interessadas em marcar presença no evento.
Este ano, e a apenas três meses do início da feira, que este ano se realiza de 10 a 18 de junho, a associação tem já 80% do seu espaço ocupado. Em destaque está o concelho de Santarém, que vai marcar presença em força, tendo até ao momento o maior número de empresas inscritas (18 no total).
A participação em certames empresariais direcionados tem sido uma das estratégias de marketing mais proveitosas para as empresas, que tem procurado cada vez mais este tipo de feiras. Só no último ano, a FERSANT e a Feira Nacional da Agricultura acolheram mais de 250 mil visitantes provenientes de todo o país, obtendo por isso grande visibilidade regional e nacional.
Para além das evidentes mais-valias comerciais que as empresas obtêm devido à FERSANT, outra das características da feira é o facto de o certame ser um ótimo espaço para a realização de networking entre as várias empresas expositoras. Não raras vezes os empresários participantes travam conhecimentos e efetuam negócios entre si durante o certame.
Embora com 80% do espaço já preenchido, a FERSANT tem ainda alguns espaços para acolher as empresas interessadas em promover os seus produtos ou serviços. Para mais informações, os interessados devem contactar o Departamento de Associativismo, Marketing e Eventos da NERSANT, através dos contactos dame@nersant.pt ou 249 839 500.

[+] Informação

Programa "Ribatejo Empreende"

segunda, 06 fevereiro 2017 11:40

SS 2

A Nersant - Associação Empresarial da Região de Santarém apresentou o Programa “Ribatejo Empreende”.

O projeto “Ribatejo Empreende”, promovido pela NERSANT – Associação Empresarial da Região de Santarém e cofinanciado pelo COMPETE2020, visa promover o espirito empresarial no Ribatejo, através da dinamização e criação de actividades e ferramentas que permitam fortalecer o ecossistema empreendedor, no sentido de fomentar a cultura empreendedora, promover a geração de ideias inovadoras, capacitar os empreendedores e os seus projetos e assim promover e apoiar a criação de novas empresas nesta Região.

16486911 1636664416360000 3197551734089457589 o

 A apresentação do "Ribatejo Empreende" decorreu na manhã de sexta-feira, 3 de Fevereiro, nas instalações da Start-up Santarém.

A cerimónia contou com a presença do secretário de Estado da Indústria, João Vasconcelos, que elogiou os empresários ribatejanos e o trabalho realizado pela NERSANT. Os projetos que a NERSANT tem desenvolvido desde 2013, no fomento do empreendedorismo e de criação de novas empresas na região, geraram sete milhões de euros de investimento, 375 novas empresas e 511 postos de trabalho.

Na sessão foram entregues os certificados aos participantes do primeiro Programa de Aceleração de Ideias de Negócio e dos dois concursos temáticos de ideias de negócios no âmbito do “Incubar+Lezíria”.

16422894 1636662456360196 7715888329637891021 o

Após a cerimónia, Salomé Rafael, Presidente da Direção da NERSANT, convidou os presentes a visitar um segundo espaço da antiga Escola Prática de Cavalaria de Santarém (EPC) que, após obras de recuperação e adaptação, acolherá, o mais tardar até setembro, mais 20 empresas na Startup Santarém. A ala principal do edifício, aberta em março de 2016, acolhe, “física e virtualmente”, 41 empresas, encontrando-se absolutamente lotada.

[+] Informação

SUP

Contactos

  •  espaco.empresa@cm-santarem.pt
  •  +351 243 304 601